13 JUL 2024 | ATUALIZADO 18:16

SAÚDE

  Campanha de vacinação contra poliomielite é prorrogada até 30 de junho. A vacinação é a única forma de prevenção da doença, que não é detectada no país desde 1989. A campanha é voltada para crianças menores de cinco anos. A poliomielite (paralisia infantil) é uma doença contagiosa aguda causada por vírus que pode infectar crianças e adultos, por meio do contato direto com fezes ou com secreções eliminadas pela boca das pessoas doentes e, em casos graves, pode acarretar paralisia nos membros inferiores. Em mossoró, a vacinação acontece de segunda a sexta-feira, das 7h às 11h e das 13h às 17h, nas UBSs e pontos extras.
Campanha de vacinação contra poliomielite é prorrogada até 30 de junho

18/06/2024 12:17

A vacinação é a única forma de prevenção da doença, que não é detectada no país desde 1989. A campanha é voltada para crianças menores de cinco anos. A poliomielite (paralisia infantil) é uma doença contagiosa aguda causada por vírus que pode infectar crianças e adultos, por meio do contato direto com fezes ou com secreções eliminadas pela boca das pessoas doentes e, em casos graves, pode acarretar paralisia nos membros inferiores. Em mossoró, a vacinação acontece de segunda a sexta-feira, das 7h às 11h e das 13h às 17h, nas UBSs e pontos extras.

  Rio Grande do Norte não registra casos de sarampo há quatro anos. Na quarta-feira (5), o Brasil completou dois anos sem casos autóctones da doença (quando a contaminação aconteceu no local onde o caso foi registrado), aproximando-se assim da retomada da certificação de 'país livre de sarampo', após ter deixado de ser considerado uma região endêmica no ano passado. No RN, não há registro de casos da doença desde o ano de 2020.
Rio Grande do Norte não registra casos de sarampo há quatro anos

11/06/2024 10:52

Na quarta-feira (5), o Brasil completou dois anos sem casos autóctones da doença (quando a contaminação aconteceu no local onde o caso foi registrado), aproximando-se assim da retomada da certificação de 'país livre de sarampo', após ter deixado de ser considerado uma região endêmica no ano passado. No RN, não há registro de casos da doença desde o ano de 2020.

  Damião têm 47 anos. Mora com a mulher e a filha no Sídio Caboclo II, em Apodi-RN. Ele conta que no início, em outubro de 20219, sentia o lado esquerdo do rosto tremendo. Depois começou a afundar e ano passado, o médico lhe falou que se fizesse a cirurgia de preenchimento e fixação de uma prótese, ele poderia perder o olho esquerdo. Como o SUS não dá este tipo de cirurgia, ele acionou a Justiça, mas só que o juiz negou. Agora está desesperado, pedindo ajuda aos familiares e amigos para juntar R$ 47 mil fazer a cirurgia particular. A campanha para ajuda-lo é organizada por Francisco Josivan Gomes da Silva, através do PIX 84 9 91066496 .
Agricultor teme perder o olho em função de doença rara que faz o rosto afundar

11/06/2024 08:30

Damião têm 47 anos. Mora com a mulher e a filha no Sítio Caboclo II, onde sobrevive da agricultura na zona rural de Apodi-RN. Ele conta que no início, em outubro de 2019, sentia o lado esquerdo do rosto tremendo. Depois começou a afundar e ano passado, o médico lhe falou que se fizesse a cirurgia urgente de preenchimento e fixação de uma prótese, pois ele poderia perder o olho esquerdo. Como o SUS não dá este tipo de cirurgia e não tem condições fazer particular, ele acionou a Justiça, mas o juiz negou. Agora está desesperado, pedindo ajuda aos familiares e amigos para conseguir os R$ 47 mil fazer a cirurgia particular. A campanha para ajuda-lo é organizada por Francisco Josivan Gomes da Silva, através do PIX 84 9 91066496

  “Tivemos a oportunidade de fiscalizar o Hospital Tarcísio Maia e constatamos que se encontra em situação delicada. Apesar do esforço e sacrifício dos servidores que lá atuam, a unidade não tem condição alguma de promover uma saúde pública de qualidade”, disse Luiz Eduardo. Veja também: governadora Fátima Bezera disse que o Hospital Regional Tarcísio Maia passa por reforma pra valer, a primeira em 38 anos de existência.
Luiz Eduardo relata visita ao Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró

04/06/2024 16:06

“Tivemos a oportunidade de fiscalizar o Hospital Tarcísio Maia e constatamos que se encontra em situação delicada. Apesar do esforço e sacrifício dos servidores que lá atuam, a unidade não tem condição alguma de promover uma saúde pública de qualidade”, disse Luiz Eduardo. Veja também: governadora Fátima Bezera disse que o Hospital Regional Tarcísio Maia passa por reforma pra valer, a primeira em 38 anos de existência.

  Vacina atualizada contra a Covid-19 começa a ser aplicada em Mossoró. Nesta fase, o imunizante é ofertado para grupos específicos, incluindo aquelas pessoas que nunca receberam uma dose de proteção contra a doença. A atualização da vacina protege contra cepa específica do coronavírus Sars-CoV-2, causador da Covid — no caso, a variante XBB 1.5, um subtipo da ômicron; veja quem deve buscar o imunizante.
Vacina atualizada contra a Covid-19 começa a ser aplicada em Mossoró

04/06/2024 11:59

Nesta fase, o imunizante é ofertado para grupos específicos, incluindo aquelas pessoas que nunca receberam uma dose de proteção contra a doença. A atualização da vacina protege contra cepa específica do coronavírus Sars-CoV-2, causador da Covid — no caso, a variante XBB 1.5, um subtipo da ômicron; veja quem deve buscar o imunizante.


Notas

Relativa

Publicidades