18 JAN 2022 | ATUALIZADO 18:13

POLÍTICA

  Juristas pedem impeachment de Bolsonaro com base nas investigações da CPI da Covid. O novo pedido foi protocolado na Câmara dos Deputados nesta quarta-feira (8). Entre os autores estão os advogados Miguel Reale Jr. e Alexandre Wunderlich. Participaram da entrega do pedido os senadores Omar Aziz (PSD-AM) e Randolfe Rodrigues (Rede-AP), que foram presidente e vice-presidente da CPI, respectivamente, e o senador Renan Calheiros (MDB-AL), que foi o relator da comissão.
Juristas pedem impeachment de Bolsonaro com base nas investigações da CPI da Covid

09/12/2021 11:50

O novo pedido foi protocolado na Câmara dos Deputados nesta quarta-feira (8). Entre os autores estão os advogados Miguel Reale Jr. e Alexandre Wunderlich. Participaram da entrega do pedido os senadores Omar Aziz (PSD-AM) e Randolfe Rodrigues (Rede-AP), que foram presidente e vice-presidente da CPI, respectivamente, e o senador Renan Calheiros (MDB-AL), que foi o relator da comissão.

  Com base em jurisprudência de uma decisão do STF em 2019, que considerou que casos de corrupção que tiver relação com eleições, deve ser julgado pela Justiça Eleitoral e não Federal, os desembargadores da 1ª Região de Brasília (DF) anularam nesta terça-feira, dia 7, as sentenças contra Henrique Alves e Eduardo Cunha no âmbito da Operação Sépsis e enviou os processos para serem julgadas pela Justiça Eleitoral; com a decisão, os dois políticos, que estavam presos até poucos dias, poderão concorrer a cargo público nas próximas eleições
Justiça Federal anula sentenças contra Henrique Alves e Eduardo Cunha

08/12/2021 07:59

Com base em jurisprudência de uma decisão do STF em 2019, que considerou que casos de corrupção que tiver relação com eleições, deve ser julgado pela Justiça Eleitoral e não Federal, os desembargadores da 1ª Região de Brasília (DF) anularam nesta terça-feira, dia 7, as sentenças contra Henrique Alves e Eduardo Cunha no âmbito da Operação Sépsis e enviou os processos para serem julgadas pela Justiça Eleitoral; com a decisão, os dois políticos, que estavam presos até poucos dias, poderão concorrer a cargo público nas próximas eleições

Tony Fernandes participa de encontro com vereador Tinoco e anuncia projeto “Tampinha Legal”

03/12/2021 08:30

O encontro aconteceu na Câmara Municipal de Natal. Tércio Tinoco é o primeiro vereador cadeirante da capital e autor do projeto que Tony Fernandes trará para Mossoró. O “Tampinha Legal”, consiste na arrecadação de tampinhas plásticas através de coletores espalhados pela cidade, que depois são revertidas para aquisição de cadeiras de rodas para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida. “É uma maneira de estimular a sustentabilidade, responsabilidade social e ajudar a quem mais precisa”, disse Tony.

  Com 47 votos favoráveis, Senado aprova indicação de André Mendonça ao STF. A votação no plenário aconteceu ainda na noite desta quarta-feira (1º), logo após a sabatina na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), que durou 8 horas e aprovou o nome de Mendonça ao Supremo. Foram seis votos favoráveis a mais do que o mínimo necessário, e 32 contrários.
Com 47 votos favoráveis, Senado aprova indicação de André Mendonça ao STF

02/12/2021 10:47

A votação no plenário aconteceu ainda na noite desta quarta-feira (1º), logo após a sabatina na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), que durou 8 horas e aprovou o nome de Mendonça ao Supremo. Foram seis votos favoráveis a mais do que o mínimo necessário, e 32 contrários.

  CCJ do Senado aprova indicação de André Mendonça ao STF. A sabatina aconteceu nesta quarta-feira (1º). Foram 18 votos a favor e 9 contra, em votação secreta. A indicação segue para o Plenário, onde necessita de, no mínimo, 41 votos, também em votação secreta, para ser confirmada. André Mendonça é ex-ministro da Justiça e ex-advogado-geral da União, tendo sido indicado à vaga pelo presidente Jair Bolsonaro.
CCJ do Senado aprova indicação de André Mendonça ao STF

01/12/2021 18:33

A sabatina aconteceu nesta quarta-feira (1º). Foram 18 votos a favor e 9 contra, em votação secreta. A indicação segue para o Plenário, onde necessita de, no mínimo, 41 votos, também em votação secreta, para ser confirmada. André Mendonça é ex-ministro da Justiça e ex-advogado-geral da União, tendo sido indicado à vaga pelo presidente Jair Bolsonaro.


Notas

Tekton

Publicidades