16 JUN 2019 | ATUALIZADO 20:04
POLÍCIA

Polícia procura o assassino do empresário Henrique de Barra em Jucurutu

Odair José Alves, o Barata, é processado pelo assassinato de Isaac Torres, ocorrido em 2013. Chegou a ser preso, mas como a Justiça demorou a julga-lo, foi posto em liberdade em julho de 2018
CEZAR ALVES, COM INFORMAÇÕES DE SIDNEY SILVA
12/01/2019 14:19
Atualizado
12/01/2019 23:10
A+   A-  
Polícia procura o assassino do empresário Henrique de Barra em Jucurutu
Odair José Alves, o Barata, de 42 anos, teria tido como comparsa no assassinato de Isaac Soares de Oliveira Torres exatamente o irmão de Henrique de Barra, no caso, Jorge Eduardo Lopes

O assassino do empresário Henrique José Torres Lopes, o Henrique de Barra, havia sido posto em liberdade porque a Justiça demorou muito a julga-lo por outro homicídio, que teve como vítima Isaac Soares de Oliveira Torres no dia 19 de maio de 2013, em São Fernando/RN.

O que é intrigante no caso para os policiais, é que o assassino Odair José Alves, o Barata, de 42 anos, teria tido como comparsa no assassinato de Isaac Soares de Oliveira Torres exatamente o irmão de Henrique de Barra, no caso, Jorge Eduardo Lopes.

Os dois aguardavam em liberdade por julgamento popular, na Comarca de Caicó, pelo assassinato de Isaac Sores. Os dois chegaram a serem presos, em 2016, mas no dia 25 de julho de 2018, o juiz José Vieira de Figueiredo Júnior, os colocou em liberdade. 

Na manhã deste sábado, 12, Barata matou o irmão do comparsa e não escondeu de ninguém na comunidade. Antes de fugir disse para todos que havia matado o empresário Henrique de Barra. Numa tentativa de prendê-lo, a Policia divulgou sua fotografia e pede informações.

Veja mais

Empresário executado em emboscada na zona rural de Jucurutu

Após o local ter sido periciado pela Policia Civil e o ITEP, levantou-se a  hipótese de  que Barata não atuou sozinho na emboscada para matar o empresário Henrique de Barra.  É que existe capsulas no local de revolver e de espingarda calibre 12.

As investigações serão conduzidas pelo delegado de Caicó, com apoio da equipe de Jucurutu.  Quem tiver informações que possa contribuir com as investigações pode ligar para 181 e passar. Não precisa se identificar.


Notas

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário