25 ABR 2019 | ATUALIZADO 22:38
POLÍCIA

Mossoroese que matou adolescente e se vangloriou no Facebook é preso no CE

O tatuador Tallis Brito foi preso nesta sexta-feira, 8, em Fortaleza e ficou preso para responder pelo homicídio graças a parceria entre os policiais do Estado do Ceará e os colegados do Estado do Rio Grande do Norte no compartilhamento de informações
CEZAR ALVES, DA REDAÇÃO
09/02/2019 07:34
Atualizado
09/02/2019 14:30
A+   A-  
Mossoroese que matou adolescente e se vangloriou no Facebook é preso no CE
Tallis Brito atuava como tatuador da facção criminosa que aterroriza o Ceará; no RN, ele matou o adolescente Marcos Vinicius, no dia 8 de fevereiro de 2014, e depois se vangloriou nos Facebook

Está preso no Ceará o tatuador que matou adolescente de 15 anos em Mossoró e depois se vangloriou nas redes sociais de seu feito.

O tatuador Tallis Tanilis de Oliveira Brito, de 28 anos, foi preso no final da tarde desta sexta-feira, 8, na cidade de Fortaleza (CE).

Tallis estava sendo procurado pela Justiça do Rio Grande do Norte por ter matado Marcos Vinícius de Lima Soares, de 15 anos.

Este assassinato aconteceu no dia 8 de fevereiro de 2014 na Rua Alexandre Gomes, no bairro Aeroporto II, zona oeste de Mossoró.

No dia seguinte ao crime, o criminoso escreveu em sua conta no Facebook o motivo pelo qual tirou a vida do adolescente com 2 tiros.

"nunca mecha com mulher d malandro vc pode acaba morrendo isso é aq na cadea ou em qualquer canto. detalhe nao foi so uma vez (sic)".

Em outra postagem, o suspeito acrescentou: "a boca só se cala quando o tiro acerta tata (sic)".  O assassino se vangloriou do crime que fez.

O caso foi investigado pelo delegado José Cleiton Pinho, que na época estava na Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa de Mossoró-RN.

Sete dias após o crime, o criminoso Tallis Brito se apresentou ao delegado Cleiton Pinho e confessou o crime. Disse que matou por ciúmes.

Ao concluir o processo, o delegado pediu a prisão preventiva de Tallis Brito. O processo começou a correr na Justiça e Tallis Brito fugiu.

Diante da fuga do assassino do distrito da culpa, o juiz Vagnos Kelly Figueiredo de Medeiros, da 1 Vara Criminal, decretou a prisão preventiva. 

Nesta sexta-feira, o delegado Maurício Júnior, titular da 30 DP de Fortaleza (CE), o prendeu por um crime de menor porte. Usava nome falso. 

O delegado Maurício Junior, através da Juliana de Carvalho (delegada de Icapui), fez contato com o agente Wilson Filho, do Plantão, em Mossoró.

O agente Wilson Filho confirmou que Tallis Brito estava sendo procurado e está agilizando a papelada para transferir o criminoso para o RN.

Em Fortaleza, Tallis Brito atuava como tatuador da facção criminosa que se intitula de Guardiões do Estado. Vai aguardar Júri Popular preso em Mossoró.

Quando foi abordado pelos policiais no bairro Messejana, Tallis estava tatuando uma jovem suspeita de ataques a prédios públicos. Na delegacia, deu nome falso.


Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário