31 OUT 2020 | ATUALIZADO 18:58
POLÍCIA
ANNA PAULA BRITO
22/11/2019 17:13
Atualizado
22/11/2019 17:14

Família de Ana Clara está em Mossoró para cobrar respostas das autoridades

A+   A-  
Ana Cláudia Ferreira da Silva chegou a cidade nesta sexta-feira (22), acompanhada do pai da jovem e dos irmãos. Na oportunidade, ela conversou com os delegados responsáveis pelas investigações, na Delegacia Regional de Mossoró. “Nada vai trazer minha filha de volta, mas nós queremos respostas”.
Imagem 1 -

Na manhã desta sexta-feira (22) Ana Cláudia Ferreira da Silva, mãe de Ana Clara Ferreira da Silva, esteve na cidade de Mossoró, afim de cobrar agilidade por parte das autoridades no caso da morte suspeita da filha dela, ocorrida no domingo (17), em Apodi.

Cláudia conversou com os Delegados Odilon Teodósio, Adjunto da Degepol, Luiz Fernando, Delegado da Regional de Mossoró, e Inácio Rodrigues, responsável pela Delegacia de Polícia Civil do Interior do Estado.

Na oportunidade Cláudia afirmou que nada vai trazer a filha dela de volta, mas que a família quer respostas sobre o caso e cobra agilidade nas investigações, inclusive com relação ao laudo oficial do Itep, que deve determinar as circunstância da morte de Ana Clara.

A jovem morreu no domingo (16), em um banheiro de Hotel da cidade de Apodi. Ela era natural de Beberibe, no Ceará, tinha 18 anos e estava estudando enfermagem há 5 meses na Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), em Mossoró.

Veja mais:

Morte misteriosa de aluna de enfermagem da UERN intriga a polícia

Polícia suspeita que universitária foi vítima de overdose em Apodi


A família foi orientada ainda, a procurar o ministério público para que eles possam reforçar a essa cobrança por parte das autoridades.

Na próxima quarta-feira (27) Ana Cláudia, acompanhada de um advogado, deve prestar depoimento na Delegacia de Polícia Civil de Apodi, juntamente com testemunhas que serão ouvidas pelo Delegado que irá investigar o caso.


Notas

AME

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário