18 JAN 2021 | ATUALIZADO 20:20
POLÍCIA
ANNA PAULA BRITO
06/01/2021 18:32
Atualizado
07/01/2021 06:40

Caso José Mário: Assassino preso não demonstrou arrependimento

A+   A-  
Valtair Camilo, titular da Delegacia de Homicídios de Mossoró (DHM), explicou que foram vários dias de incansáveis diligência até se chegar aos nomes dos dois suspeitos do crime; José Mário Moura Pinto, de 64 anos, foi morto com um tiro na noite de 28 de dezembro de 2020, na Ilha de Santa Luzia, durante uma tentativa de assalto. Um homem de 20 anos e uma adolescente de 15 confessaram o crime.
Imagem 1 -  José Mário foi assassinado na noite do dia 28 por um casal de assaltantes no bairro Ilha de Santa Luzia, em Mossoró-RN
José Mário foi assassinado na noite do dia 28 por um casal de assaltantes no bairro Ilha de Santa Luzia, em Mossoró-RN
FOTO: REPRODUÇÃO

O titular da delegacia de homicídios de Mossoró, Delegado Valtair Camilo, contou como se deram as diligências até a captura dos dois envolvidos no crime que vitimou José Mário Moura Pinto, de 64 anos, na noite de 28 de dezembro de 2020, na Ilha de Santa Luzia.

Veja mais.

Servidor da UFERSA aposentado é morto por assaltantes em Mossoró

O autor do disparo, Antônio Rafael Cadete Faustino da Silva, de 20 anos, e uma adolescente de 15 anos, que também participou da tentativa de assalto, foram presos na manhã desta quarta-feira (6), na Alameda dos Cajueiro. Os dois confessaram o crime.


A dupla também foi reconhecida pelas outras vítimas, que estavam com José Mário durante a tentativa de assalto, a esposa dele e a enteada.

Veja mais:

Dupla confessa na Polícia ter matado o servidor da UFERSA em Mossoró

DHM divulga imagens da dupla que matou servidor da UFERSA

Ainda segundo o delegado Valtair, Antônio Rafael afirmou que não teve a intenção de atirar em José Mário, que a arma teria disparado sozinha. No entanto, em nenhum momento ele teria demonstrado arrependimento pelo crime.

O rapaz já foi encaminhado para o sistema prisional, onde ficará à disposição da justiça. Ele deverá ser acusado por um latrocínio consumado, duas tentativas de latrocínio e ainda por corrupção de menor. A adolescente será encaminhada para o sistema socioeducativo. 

Notas

AME

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário