23 JUN 2021 | ATUALIZADO 18:15
ESTADO
13/05/2021 18:06
Atualizado
13/05/2021 18:06

Estrutura da comporta da barragem de Lucrécia é isolada após depredação

A+   A-  
Após estudos e visita dos engenheiros especialistas do Painel de Segurança de Barragens ao reservatório de Lucrécia, foi recomendado ao Governo que a barragem só deveria armazenar 30% de sua capacidade, já que foi detectada uma deformidade em uma das paredes que ameaça a segurança do manancial.
Imagem 1 -

Após atos de depredação na estrutura da comporta da Barragem de Lucrécia, o Governo do Estado, em uma ação integrada entre Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), Defesa Civil e Polícia Militar, isolou a área nesta quinta-feira (13). A partir de agora, a parede do açude ficará sob vigilância permanente para evitar novos atos de vandalismo.

Após estudos e visita dos engenheiros especialistas do Painel de Segurança de Barragens ao reservatório de Lucrécia, foi recomendado ao Governo que a barragem só deveria armazenar 30% de sua capacidade, já que foi detectada uma deformidade em uma das paredes que ameaça a segurança do manancial. A medida foi reforçada pelo Banco Mundial, que através do acordo de empréstimo financiou as obras de reparo realizadas em 2018. Acatando as orientações, e após as chuvas das últimas semanas e ganho de água no açude, o Governo abriu a comporta para escoar água. Uma medida preventiva que visa tão somente garantir a segurança de todos que moram no entorno da barragem.

O que a população de Lucrécia precisa entender é que o Governo não quer ver o açude vazio, nem prejudicar a agricultura do município. Estamos cumprindo o nosso dever de garantir a segurança da população, porque isso está em primeiro lugar. O Governo continuará seguindo as orientações dos engenheiros especialistas de manter a barragem em 30% e tomando as medidas necessárias para preservar o patrimônio público, disse o titular da Semarh, João Maria Cavalcanti. Após os atos de vandalismo, a Semarh registrou boletim de ocorrência e comunicou ao Ministério Público Estadual para que seja apurada a responsabilidade pela depredação.

Seguindo as determinações do Banco Mundial e das normas atuais da Política Nacional de Segurança de Barragens, o Governo do Estado está elaborando um Plano de Ação Emergencial para ser aplicado na barragem de Lucrécia. Assim que estiver pronto e aprovado pela instituição financeira, esse plano será apresentado à população, de maneira clara e transparente, como é de praxe na gestão da governadora Fátima Bezerra.

Com a prorrogação do acordo de empréstimo com o Banco Mundial até dezembro de 2022, a atual gestão do Governo assegurou recursos para a realização das obras necessárias para a garantia da segurança da barragem. A empresa RW Engenheiros Consultores está elaborando o projeto, que será avaliado pelo Painel de Segurança de Barragens e apresentado à população. Depois da aprovação, haverá a contratação da empresa para execução da obra que for necessária.

Notas

Posto JP - Maio de 2021

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário