21 JUN 2021 | ATUALIZADO 18:23
NACIONAL
COM INFORMAÇÕES DO UOL NOTÍCIAS
04/06/2021 10:10
Atualizado
04/06/2021 10:10

Importação da Covaxin e Sputnik V será avaliada hoje (4) pela Anvisa

A+   A-  
A reunião extraordinária, feita por videoconferência, marcada para às 14h, decidirá sobre a autorização excepcional e temporária para o uso dos imunizantes indiano e russo no Brasil. Um primeiro pedido de importação e uso da Sputnik V foi negado pelos diretores em 26 de abril. Pouco depois, os governadores do Consórcio Nordeste encaminharam um pedido de reavaliação sobre a vacina, anexando o relatório da Federação Russa ao Ministério da Saúde para sanar dúvidas sobre o imunizante.
Imagem 1 -
FOTO: REPRODUÇÃO

Os diretores da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) se reúnem hoje, a partir das 14h, para analisar os pedidos de importação das vacinas Covaxin e Sputnik V.

A reunião extraordinária, feita por videoconferência, decidirá sobre a autorização excepcional e temporária para o uso dos imunizantes indiano e russo no Brasil.

Um primeiro pedido de importação e uso da Sputnik V foi negado pelos diretores em 26 de abril. Pouco depois, os governadores do Consórcio Nordeste encaminharam um pedido de reavaliação sobre a vacina, anexando o relatório da Federação Russa ao Ministério da Saúde para sanar dúvidas sobre o imunizante.

Segundo publicou o jornalista Tales Faria, do UOL, a Covaxin enfrenta menos restrições, mas em um primeiro momento também não atendeu a todos os critérios da área de Medicamentos da Anvisa, já que o órgão não aprovou a qualidade do laboratório produtor, o Bharat Biotech, após uma inspeção.

Pelo menos 20 milhões de doses da vacina indiana são previstas em um acordo de aquisição com o governo federal.

Hoje, o PNI (Programa Nacional de Imunização) brasileiro conta com três vacinas contra a covid-19 aprovadas e em utilização no mundo: a CoronaVac, a Oxford/AstraZeneca e a Pfizer/BioNTech.


Notas

Posto JP - Maio de 2021

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário