16 MAI 2022 | ATUALIZADO 18:20
ESTADO
COM INFORMAÇÕES DO G1
21/01/2022 16:04
Atualizado
21/01/2022 16:05

Seap suspende visitas na Mário Negócio e em mais 7 unidades prisionais do RN

A+   A-  
De acordo com a secretaria, o motivo é o número de casos confirmados de covid-19 entre presos e policiais penais. De acordo com a pasta foram suspensas as visitas sociais e religiosas presenciais nas oito unidades prisionais com presos e servidores infectados, mas seguem normalmente em outras 10 unidades. Já as visitas virtuais (televisitas) ocorrem normalmente em todo o sistema.
Imagem 1 -
FOTO: REPRODUÇÃO

A Secretaria da Administração Penitenciária (Seap) anunciou nesta sexta-feira (21) a suspensão das visitas presenciais em oito unidades prisionais do estado, por causa de casos confirmados de covid-19 entre presos e policiais penais.

De acordo com a pasta foram suspensas as visitas sociais e religiosas presenciais nas oito unidades prisionais com presos e servidores infectados, mas seguem normalmente em outras 10 unidades. Já as visitas virtuais (televisitas) ocorrem normalmente em todo o sistema.

A Seap também informou que passou a cobrar o passaporte vacinal para acesso aos presídios, inclusive aos prestadores de serviço e policiais penais. Para ingressar nas unidades, será preciso apresentar o comprovante de que está em dia com a imunização contra a doença.

A suspensão das visitas atinge as seguintes prisões:

Penitenciária Estadual de Alcaçuz (Nísia Floresta)

Penitenciária Rogério Coutinho Madruga (Nísia Floresta)

Central de Recebimento e Triagem (Parnamirim)

Cadeia Pública de Ceará-Mirim

Cadeia Pública de Caraúbas

Penitenciária Agrícola Mário Negócio (Mossoró)

Penitenciária João Chaves Masculino (Natal)

Centro de Detenção Provisória Feminina (Parnamirim)

"A suspensão no momento epidemiológico atual com a propagação da Ômicron e H3N2, visa garantir a segurança dos servidores, dos privados de liberdade e seus familiares", informou a Seap.

A pasta ainda informou que recomendou às administrações das 18 unidades prisionais do estado o reforço nas medidas preventivas contra a pandemia e reforçou o abastecimento de saneantes e equipamentos de proteção individual.

O sistema prisional do RN registrou dois óbitos de presos e três mortes de policiais penais em decorrência da infecção do Covid-19, ao longo da pandemia.


Notas

Tekton

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário