22 ABR 2024 | ATUALIZADO 16:20
MUNDO
COM INFORMAÇÕES DA AGÊNCIA BRASIL
03/11/2023 11:04
Atualizado
03/11/2023 11:17

Brasileiros não constam na lista dos 571 estrangeiros autorizados a deixar Gaza

A+   A-  
A lista foi divulgada nesta sexta-feira (3). Das 571 pessoas, 367 são estadunidenses e outras 127 são britânicas. Há pessoas ainda da Alemanha, da Itália, da Indonésia e do México, informou a Representação do Brasil em Ramala, na Cisjordânia. O ministro das Relações Exteriores do Brasil, Mauro Vieira, conversou nessa quinta-feira (2) com o chanceler do Egito, Sameh Shoukry, e reiterou o pedido para que os 34 brasileiros retidos na Faixa de Gaza possam passar pela fronteira de Rafah.
Imagem 1 -  Brasileiros não constam na lista dos 571 estrangeiros autorizados a deixar Gaza. A lista foi divulgada nesta sexta-feira (3). Das 571 pessoas, 367 são estadunidenses e outras 127 são britânicas. Há pessoas ainda da Alemanha, da Itália, da Indonésia e do México, informou a Representação do Brasil em Ramala, na Cisjordânia. O ministro das Relações Exteriores do Brasil, Mauro Vieira, conversou nessa quinta-feira (2) com o chanceler do Egito, Sameh Shoukry, e reiterou o pedido para que os 34 brasileiros retidos na Faixa de Gaza possam passar pela fronteira de Rafah.
Brasileiros não constam na lista dos 571 estrangeiros autorizados a deixar Gaza. A lista foi divulgada nesta sexta-feira (3). Das 571 pessoas, 367 são estadunidenses e outras 127 são britânicas. Há pessoas ainda da Alemanha, da Itália, da Indonésia e do México, informou a Representação do Brasil em Ramala, na Cisjordânia. O ministro das Relações Exteriores do Brasil, Mauro Vieira, conversou nessa quinta-feira (2) com o chanceler do Egito, Sameh Shoukry, e reiterou o pedido para que os 34 brasileiros retidos na Faixa de Gaza possam passar pela fronteira de Rafah.
FOTO: REPRODUÇÃO

Uma nova lista com o nome de 571 estrangeiros autorizados a deixa a Faixa de Gaza foi divulgada nesta sexta-feira (3). Não constam brasileiros entre os contemplados.

Das 571 pessoas, 367 são estadunidenses e outras 127 são britânicas. Há pessoas ainda da Alemanha, da Itália, da Indonésia e do México, informou a Representação do Brasil em Ramala, na Cisjordânia.

Na segunda lista divulgada nessa quinta-feira (2), dos 576 estrangeiros autorizados a deixar Gaza, 400 eram dos Estados Unidos. Havia ainda nacionais do Azerbaijão, Barhein, Bélgica, Coréia do Sul, Croácia, Grécia, Holanda, Hungria, Itália, Macedônia, México, Suíça, Sri Lanka e Tchade.

O ministro das Relações Exteriores do Brasil, Mauro Vieira, conversou nessa quinta-feira com o chanceler do Egito, Sameh Shoukry, e reiterou o pedido para que os brasileiros retidos na Faixa de Gaza possam passar pela fronteira de Rafah.

Os 34 brasileiros estão abrigados nas cidades de Khan Younes e Rafah, próximas à fronteira com o Egito. Segundo o Itamaraty, o esquema de resgate está de prontidão e prevê auxílio desde a saída da Faixa de Gaza – com equipes e ônibus, medicamentos e alimentação – até o embarque no Aeroporto do Cairo, onde um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) os aguarda.

A primeira lista com estrangeiros autorizados a deixar o enclave palestino alvo dos bombardeios de Israel foi divulgada na quarta-feira (1º).

Até então, uma média de 500 pessoas de outras nacionalidades estão sendo autorizadas a deixar a área do conflito. O Itamaraty informou que espera que, em breve, os brasileiros entrem na lista para deixar a região.


Notas

Tekton

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário