02 MAR 2024 | ATUALIZADO 23:52
POLÍCIA
ANNA PAULA BRITO
05/12/2023 18:17
Atualizado
06/12/2023 13:44

Acusado de matar jovem ao lado de campo de futebol society vai a júri popular

A+   A-  
Bruno Linhares de Lima senta no banco dos réus nesta quarta-feira (6), no Fórum Municipal Desembargador Silveira Martins, em Mossoró. Ele será julgado pelo homicídio de Adrielisson José da Silva [FOTO], crime ocorrido no dia 03 de novembro de 2022, na Rua João da Escóssia, bairro Nova Betânia, ao lado de um campo de futebol society, em Mossoró. A vítima chegava para jogar bola com amigos, quando foi morta a tiros. Outras duas pessoas também foram feridos
Imagem 1 -  Bruno Linhares de Lima senta no banco dos réus nesta quarta-feira (6), no Fórum Municipal Desembargador Silveira Martins, em Mossoró. Ele será julgado pelo homicídio de Adrielisson José da Silva [FOTO], crime ocorrido no dia 03 de novembro de 2022, na Rua João da Escóssia, bairro Nova Betânia, ao lado de um campo de futebol society, em Mossoró. A vítima chegava para jogar bola com amigos, quando foi morta a tiros. Outras duas pessoas também foram feridos
Bruno Linhares de Lima senta no banco dos réus nesta quarta-feira (6), no Fórum Municipal Desembargador Silveira Martins, em Mossoró. Ele será julgado pelo homicídio de Adrielisson José da Silva [FOTO], crime ocorrido no dia 03 de novembro de 2022, na Rua João da Escóssia, bairro Nova Betânia, ao lado de um campo de futebol society, em Mossoró. A vítima chegava para jogar bola com amigos, quando foi morta a tiros. Outras duas pessoas também foram feridos
FOTO: REPRODUÇÃO

O Conselho de Sentença do Tribunal do Júri Popular da Comarca de Mossoró se reúne nesta quarta-feira (6), para julgar a culpa de Bruno Linhares de Lima, no homicídio de Adrielisson José da Silva.

O crime aconteceu no dia 03 de novembro de 2022, na Rua João da Escóssia, bairro Nova Betânia, ao lado de um campo de futebol society, em Mossoró.

A vítima chegava para jogar bola com amigos, quando foi morta a tiros. Outras duas pessoas,  sendo um funcionário do campo e outro que estava próximo, também foram feridos na ação. Sobreviveram e nada sabem sobre o caso.

O julgamento está previsto para ser iniciado por volta das 9h30, sendo presidido pelo juiz Vagnos Kelly Figueiredo de Medeiros.

A defesa do réu será realizada pelo advogado Jerônimo Azevedo Bolão Neto. Já a acusação, representando o Ministério Público do Rio Grande do Norte, ficará a cargo do promotor Ítalo Moreira Martins.

O CASO

De acordo com a denúncia do MP, consta nos autos do inquérito policial que no dia citado, Adrielisson chegou no campo de futebol society acompanhado de três amigos, em um veículo.

Quando estavam desembarcando, Bruno Linhares se aproximou em outro veículo e passou a desferir vários disparos direcionados à vítima.

Na ação, o réu acabou ferindo outras duas pessoas, foram atingidas por balas perdidas. Ambos foram socorridos e conseguiram sobreviver.

Na denúncia, o MP ressalta que o réu assumiu o risco de matar várias outras pessoas, visto que os dois outros feridos estavam distantes um do outro e que ainda chegaram a correr, mas mesmo assim, foram atingidos pelos disparos.

A motivação do crime teria sido disputa entre facções rivais.


Notas

Tekton

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário