20 FEV 2019 | ATUALIZADO 17:44
ESPORTE

TJD apura suspeita de doping na equipe do Potiguar na partida contra o Assu, no Nogueirão

Apuração, em carater de urgência, foi instaurada após um áudio do técnico Mastrillo Veiga vazar nas redes sociais neste sábado, 3, revelando detalhes de como os jogadores foram dopados
Da redação
04/02/2018 09:04
Atualizado
13/12/2018 12:31
A+   A-  
TJD apura suspeita de doping na equipe do Potiguar na partida contra o Assu, no Nogueirão
O jornalista Marcos Lopes, da Tribuna do Norte, divulgou neste sábado, um áudio que vazou nas redes sociais, apontando que a equipe do Potiguar de Mossoró foi dopada para enfretar o Assu na estreia do Estadual 2018, no Nogueirão, em Mossoró. Neste junto, o Potiguar foi goleado por 4 a 0. Os jogadores pareciam perdidos em campo.

Após o jogo, alguns jogadores terminaram no hospital e outros, conforme relatos apurados pelo MOSSORÓ HOJE, se quer conseguiram dormir, com vômitos e tontura. Por envolver um profissional de medicina, consultamos o médico Manoel Nobre, do Conselho Regional de Medicina, que ficou preocupado com a gravidade da denuncia. 

Para ouvir o audio que vazou AQUI.

Segue a matéria do jornalista Marcos Lopes, que confirmou a autenticidade do audio, e ouviu as partes envolvidas, inclusive o presidente do Potiguar, Benjaim Machado, apontado como um dos incentificadores a dooping dos atletas antes do jogo contra o Assu.

Eis

Vazou áudio onde o então treinador do Potiguar de Mossoró, Mastrillo Veiga, em conversa com Agnaldo Fidélis, então treinador do Baraúnas, fala sobre o uso de doping em alguns jogadores do Potiguar antes do jogo de estreia no Estadual contra o ASSU, quando o Time Macho levou uma goleada e que acabou gerando a demissão do treinador.
 
Tão logo recebi o áudio entrei em contato com Mastrillo que confirmou que a voz é dele e que a conversa foi com Agnaldo. Conversei também com Adriano Rufino, presidente do TJD do RN que já estava de posse de uma cópia do áudio e que havia encaminhado para o Procurador do Tribunal de Justiça Desportiva do RN, Rodrigo Cavalcanti.
 
Adriano Rufino disse ao blog ” vou me reunir em caráter de urgência com o Pleno do TJD para avaliarmos o caso”.
 
Conversei também com Benjamim Machado, presidente do Potiguar: ”  Escutei esse áudio ontem  e  falei com ele via WhattsApp e em nenhum momento a gente dopou, trabalho suplementação diariamente. É uma praxe no futebol os treinadores demitidos, chegam conhecendo a realidade dos clubes, são demitidos por incompetência ou por não acertarem o time  e saem atirando pedras para justificar a demissão.  Tenho minha comissão técnica toda como testemunha que fez uma palestra com os atletas falando sobre a suplementação. O que ele foi tentar um argumento esdruxulo e de mau caráter para justificar a demissão. O atleta Romeu que ele diz que passou mal por causa disso, já tinha estado no hospital na semana anterior por causa de uma virose. A verdade é que foi o treinador que levou o jogador para o hospital, pois nosso gerente de futebol já tinha ido embora. Romeu foi diagnosticado com penumonia e não por ter tomado suplementação. Ano passado ele foi muito mal aqui e atendendo alguns pedidos trouxe ele novamente e perdi toda a minha pré-temporada.A direção do Potiguar está tranquila já que não praticou nenhum ato ilícito, não admitimos de forma alguma doping ou coisa parecida”.

Notas

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário