31 OUT 2020 | ATUALIZADO 18:58

Belas Histórias

  A incrível trajetória do advogado trabalhista mossoroense, Machado Junior, que quando criança catou lixo, vendeu picolé e cocada e se formou em direito na UnP vendendo rifas. Hoje ele pleiteia o cargo de desembargador no TRT/RN, com o objetivo de ampliar o sonho da adolescência: promover a justiça social.
De vendedor de cocada a Doutor Machado Junior

20/05/2019 10:46

A incrível trajetória do advogado trabalhista mossoroense Machado Junior que quando criança catou lixo, vendeu picolé e cocaca e se formou em direito na UNP vendendo rifas e que hoje pleiteia o cargo de desembargador no TRT/RN com o objetivo de ampliar o sonho da adolescência: promover a justiça social

  O sonho para muitos parecia distante. Agora é real. É real para José Ilano, de 26 anos, aluno do curso de Ecologia da Universidade Federal Rural do Semiárido. José possui uma deficiência físico-intelectual
Aluno com deficiência físico-intelectual é aprovado em Universidade Federal

17/05/2019 18:54

“Eu me esforço e me dedico. Procurei o CRAS para me ajudar nessa minha caminhada, para que eu tivesse um rumo melhor na minha vida. O trabalho tem sido maravilhoso. Toda equipe me ajudou, principalmente a Psicóloga. Só tenho a agradecer a Deus por essa oportunidade. Não é qualquer um que entra em uma universidade. Tem que ter empenho e força”, comemora.

  Francisco conversou com a governadora Fátima Bezerra, que também vai ministrar palestra no mesmo evento sobre Aprendizagem: Caminhos para uma Educação Pública e de Qualidade.
Conheça Francisco, escolhido para representar o NE em Havard

30/03/2019 12:53

Francisco Cavalcante, do Curso de Direito da UERN, vai representar o Nordeste no programa de embaixadores da Brazil at Havard & MIT, em Boston, nos Estados Unidos, nos dias 5, 6 e 7 de Abril

  Seu José Morgado pede ajuda no sinal do Cemintério São Sebastião para pagar a faculdade de Biomedicina e um curso técnico em Radiologia.
Conheça Morgado, o português que paga sua faculdade pedindo no sinal

07/02/2019 20:00

Seu José Morgado tem 59 anos e está cursando Biomedicina, além de um curso técnico em radiologia, na Facene; Natural de Portugal, vive há 8 anos em Mossoró e, atualmente, pede ajuda no sinal do cemitério para pagar a faculdade e sustentar o neto, Pedro Miguel Morgado, de 12 anos, que vive com ele.

Crianças com doença rara "moram" há três anos na UTI pediátrica e pedem ajuda para voltar para casa

04/10/2018 16:16

Francisco Lucca Bezerra e Francisco Edson já perderam a maior parte dos movimentos e conseguem ainda comunicar através do olhar. E precisam voltar para a casa o quanto antes


Notas

AME

Publicidades